A hortelã é uma planta medicinal. Seu uso é bastante comum e popular, seja in natura, em sucos, como tempero ou na forma de chá. Um dos motivos de ser tão popular, é que seu chá possui um frescor e aroma característicos além de sabor agradável ao paladar.

Porém, o que talvez muitos não saibam, é que o chá de hortelã possui propriedades terapêuticas que garantem benefícios incríveis à nossa saúde, sendo assim considerado um poderoso alimento curativo.

Cientificamente, a hortelã é conhecida como Mentha spicata. Ela é rica em potássio, cálcio, ferro e fósforo, o que a torna excelente para ossos e dentes. E por possuir vitaminas A e C, tem ação antioxidante, sendo boa para cabelos e a pele.

Quais as contribuições do chá de hortelã para o organismo?

  • Sistema imune

Além das ações já citadas, o chá de hortelã é benéfico para o sistema imunológico. Por ser rico em vitamina C, é comum que as pessoas recorram a ele nos primeiros sintomas de gripes ou resfriados, por possui boa ação expectorante.

  • Sono mais tranquilo

Se combinado com outras ervas como a camomila ou a lavanda, o chá das folhas de hortelã tem efeito tranquilizante, proporcionando uma noite de sono mais calma e tranquila, combatendo também o estresse e a insônia.

  • Sistema digestivo

Aqui é onde o chá de hortelã pode ter seus principais poderes curativos exibidos e brilhar poderosamente. No Brasil, o Ministério da Saúde reconhece as propriedades antiespasmódicas do chá de hortelã.

Chá de hortelã para que serve

O que isso significa?

Que sua atividade no organismo é capaz de diminuir os movimentos involuntários do intestino, evitando que gases se formem e diminuindo a dor e o incômodo causado por estes.

Então, é possível afirmar que ele é capaz de aliviar toda forma de espasmo no trato intestinal.

Existem estudos que comprovam sua eficácia, inclusive, no tratamento da Síndrome do Intestinal Irritável (distúrbio intestinal que ocasiona inchaço, dor de barriga e/ou constipação).

O nosso organismo utiliza a bile para auxiliar na digestão de gorduras. A hortelã é capaz de melhorar o fluxo e produção da bile, por isso, aliada a capacidade de relaxar os músculos do estômago, reduzindo as contrações musculares, alivia sintomas como indigestão, gases e inchaço.

Essas propriedades curativas também proporcionam alívio para enjoos e náuseas.

Destrinchando um pouco mais sobre os benefícios no trato intestinal, o funcionamento das suas atividades terapêuticas já é ativado nas glândulas salivares. Isso significa que ele já começa a “funcionar” a partir do momento da ingestão.

Nesse momento, há a participação de várias enzimas digestivas que são capazes de auxiliar na digestão. Quem possui prisão de ventre também pode utilizar com frequência, já que o chá é rico em fibras dietéticas, que contribuem para a movimentação intestinal.

Estudos realizados pela Universidade de Brasília, mostraram que uma concentração alta de óxido de piperitenona, substância que elimina alguns parasitas do corpo, estão contidas nas folhas da hortelã. Assim, ela é eficaz no combate de vermes como amebas, giárdia, e áscaris lombricoides.

Existem relatos também que o chá de hortelã pode reduzir o metabolismo de células cancerígenas devido a presença de álcool perílico nas suas propriedades. Na prática, isso significa que ele pode limitar o crescimento das células cancerosas, ajudando a desestabilizar a estrutura do DNA delas.

Também é reconhecido pela sua ajuda na liberação das toxinas. Por ser diurético, auxilia na eliminação dos resíduos do organismo, podendo ser identificado também como um limpador de sangue.

Pode ser utilizado contra bactérias e germes da boca, sendo um grande aliado para a saúde oral, além de proteger dentes e gengivas.

Em resumo, os benefícios do chá de hortelã podem ser assim identificados, no combate a:

  • Dores de cabeça;
  • Cólica menstrual;
  • Náusa;
  • Vômito;
  • Má digestão;
  • Congestão nasal;
  • Insônia;
  • Diarreia com sangue.

Nutrientes encontrados na hortelã:

  • Vitaminas A / B / C
  • Ferro
  • Fósforo
  • Magnésio
  • Potássio
  • Zinco

Como fazer o chá de hortelã?

Você precisará de 3 colheres de folhas secas de hortelã, e colocá-las em 250ml de água fervente.

Pode tampar e deixar por 5 minutos.

Coar e beber durante o dia, entre 3 a 4 vezes.

Você também pode optar por utilizar as folhas frescas.

Mas o correto é hortelã ou menta?

Muitas pessoas não sabem diferenciar entre a hortelã e a menta. Alguns lugares, utilizam o mesmo nome para ambas. Apesar de serem da mesma espécie, a principal diferença entre elas é o sabor.

A menta é um pouco mais suave, enquanto a hortelã é levemente ardida e mais forte. Visualmente, as folhas da hortelão apresentam-se estreitas, compridas e pontiagudas, em contrapartida, as folhas da menta são mais largas.

Chá de hortelã para que serve

 

Existem contraindicações?

Pessoas que possuam cálculos biliares, gestantes, mães em amamentação, bem como crianças menores de dois anos, principalmente se ainda mamam, e pessoas com anemia, não devem consumir.

Onde encontrar?

Você pode comprar facilmente a hortelã.

Lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação ou mercados livres, terão à vendas em diversas formas de apresentação.

Se preferir, você ainda poderá adquirir uma muda e cultivar em vasos na sua casa.

O que podemos afirmar é que a folha da hortelã é rica em componentes benéficos ao nosso organismo em diversas circunstâncias. Sua apresentação na forma de chá é bastante utilizada pela população em geral.

Apesar de ser bastante popular e ter alguns de seus benefícios reconhecidos, o que podemos confirmar é que as qualidades desta erva medicinal ainda são pouco difundidas pela maioria da população, que prende-se às suas qualidades mais populares.

Ela cumpre muito bem seu papel em todas as funções terapêuticas a que seja designada. O chá não tem contraindicação de posologia, tendo apenas algumas indicações de melhor atividade de acordo com a necessidade do indivíduo em questão.

Por exemplo, se o seu problema for digestivo e estiver tomando o chá para esta finalidade, o ideal seria tomar uma xícara sempre após as refeições. Já se você quer aproveitar das propriedades calmantes, você já deve tomar a bebida um pouco antes de dormir.

O que posso garantir, é que seja qual for o objetivo, você fará uso de um chá delicioso e refrescante.